O subconsciente e os sonhos

0
14

O que o subconsciente está escondendo de nós. Desde o início da humanidade tem havido curiosidade em saber o que faz sentido o que sonhamos e o quanto ele realmente tem, isso é algo que tem fascinado muitos até os dias atuais.

Comunicação com a vida após a morte, mensagens dos deuses ou viagens para as profundezas de nossas mentes são apenas algumas das maneiras pelas quais ao longo dos séculos eles tentaram explicar o mundo onírico.

A partir do século XX, este tema adota uma abordagem mais científica e humanista onde os sonhos são vistos como projeções do nosso subconsciente, tornando o mundo ainda mais apaixonado por sua interpretação, da qual muitas pessoas até fazem disso uma arte.

A verdade é que, em algum momento de nossas vidas, queríamos encontrar nenhum significado para todas essas coisas estranhas que acontecem enquanto dormimos durante a noite, e podemos dizer que você veio ao lugar certo, sabendo o que os sonhos significam pode nos ajudar a descobrir muitas coisas..

O que é o subconsciente?

O iceberg é frequentemente usado como um exemplo metafórico para explicar de forma simples e clara que é o subconsciente. A ponta do iceberg se tornaria consciência (que é vista a olho nu), de modo que o subconsciente ou inconsciente se tornaria a parte final do iceberg, que está sob a linha d’água e que não podemos vê-lo mesmo que estejamos confiantes de que ele está lá, já que é a base do iceberg.

O subconsciente também é conhecido como inconsciente, este termo é original da psicanálise e refere-se a tudo o que armazenamos no fundo de nossa própria consciência, como se estivesse escondido e não podemos ver a olho nu, então o exemplo do iceberg. Por essa razão, é realmente difícil para as pessoas acessar as informações armazenadas no subconsciente.

Em nosso subconsciente geralmente são nossos medos mais profundos, todos aqueles desejos reprimidos e experiências traumáticas que nem conscientemente querem lembrar. Todo esse conteúdo armazenado no subconsciente pode levar ao aparecimento de certas patologias, bem como certos transtornos de ansiedade, fobias, medos, etc.

No entanto, apesar de quão difícil pode ser acessar o subconsciente, todo esse conteúdo que é armazenado lá, geralmente expressamos inconscientemente em muitos aspectos.

O subconsciente e os sonhos

Um dos exemplos de expressão subconsciente são os sonhos. Uma pessoa que sofreu em algum momento de sua infância uma experiência traumática pode vir a ter sonhos relacionados a ela, mesmo que ele nem se lembre conscientemente.

Como interpretar sonhos?

Cada pessoa é um mundo, sabemos disso, então cada sonho tem um significado diferente de pessoa para pessoa, mesmo que estes sejam um tema comum, como sonhar que está nos perseguindo ou voando. Por essa razão, especialistas dizem que muitos dos dicionários dos sonhos estão limitados apenas a dar significados muito gerais ou vagos; é por isso que a importância de saber interpretá-los de forma personalizada.

A primeira coisa que precisamos saber é que, embora muitas vezes sonhemos com coisas que parecem não fazer sentido, todas as informações que aparecem nelas fazem sentido. E o que acontece é que nessa aparente desordem que muitas vezes são nossos sonhos, há uma ordem bastante coerente e lógica que está intimamente ligada à vida psicológica da pessoa que sonha. Cada sonho tem uma expressão em uma linguagem primitiva que é personificada por símbolos e representações.

Ou seja, nossos sonhos expressam memórias, impulsos inevitáveis e reprimidos; também nos permite ver informações através da forma criativa do nosso inconsciente. Na maioria das vezes, acordamos e nos lembramos de absolutamente nada com que sonhamos, outras vezes só podemos lembrar disso alguns minutos depois de acordar e então tudo desaparece.

Também acontece que sabemos que tivemos um sonho maravilhoso, mas não podemos nos lembrar de muita coisa, o que se torna mais difícil ao interpretá-los, há poucas vezes que podemos lembrar claramente de tudo o que aconteceu enquanto dormimos.

Como interpretar melhor sonhos e subconscientes?

Especialistas explicam que precisamos estar mais conscientes ou “acordados” sobre o que sonhamos. Estar ciente de nossos sonhos é o primeiro passo, desta forma podemos vir a ter o que é conhecido como sonhos lúcidos, esses são os sonhos em que continuamos cientes de que estamos sonhando, e de alguma forma, podemos até ter o controle deles. Ficar em um estado lúcido permite que a interpretação tenha maior clareza e quantidade de informações favoráveis.

Geralmente, tudo depende do estágio do sono em que nos encontramos quando acordamos, então ou não nos lembramos de nada, ou nos lembramos apenas de algumas cenas, talvez os momentos mais intensos. Mas, ficando mais “conscientes” poderemos lembrar melhor e mais e isso será um grande privilégio. É aconselhável ter um diário dos sonhos, no qual você vai escrever (se possível na hora do despertar, rapidamente) tudo o que sonhamos todas as noites. Com o tempo, vamos lembrar melhor. Mantenha este diário sempre ao lado de sua cama.

O que os sonhos querem nos dizer?

Sonho que eles estão nos perseguindo: este é um dos sonhos mais comuns, onde o que importa é a sensação de que essa cena nos provoca, que é onde a chave para poder interpretá-la está localizada.

Muitas vezes só temos esses sonhos porque vimos algum filme onde em uma das cenas eles estão perseguindo alguém, mas outros podem significar que estamos fugindo de algum problema que não resolvemos,

• Sonho que você voa: isso está associado a experiências de felicidade e libertação. Esses sonhos geralmente ocorrem de forma lúcida e, portanto, representam uma fase na vida em que sentimos que estamos no controle das coisas, ou com uma perspectiva positiva.

Sonhar com água: a água geralmente representa emoções e o subconsciente. Isso dependerá em que circunstâncias experimentamos para identificar sua intensidade.

Por exemplo, em uma praia pode ser interpretado como um senso de plenitude, mas em vez disso, se sonharmos que a afogamos, pode representar esse sentimento de angústia ou nos encontrar sobrecarregados por algo.